Universidade do Minho  

       
 
  Autenticação/Login
 
Homepage
Contactos
Mapa do Site
   
  imprimir
 


Enquadramento
O objetivo do doutoramento em Matemática do Departamento de Matemática (DMAT) da Universidade do Minho (UM) é formar recursos humanos altamente qualificados na área da Matemática e nas áreas onde a Matemática tem um papel muito importante para o exercício de atividades de investigação, teórica ou experimental, ou de aplicação em áreas da indústria e dos serviços. Pretende-se com este curso doutoral que as competências científicas adquiridas constituam uma base sólida para a persecução de diferentes perfis profissionais em diferentes domínios (e.g., indústria, serviços, saúde, engenharia, ensino).
É importante salientar que:
  1. é um doutoramento de 3 anos sem parte letiva;
  2. pode haver Unidades Curriculares complementares sem custos adicionais (até 3) no caso que haja necessidade de reforçar uma área específica que integra o plano de investigação do candidato;
  3. deve haver pelo menos um orientador do Departamento de Matemática e Aplicações da Universidade do Minho.

Avaliação prévia
Antes de o/a aluno/a formalizar a sua candidatura ao curso de doutoramento, a comissão diretiva analisará o dossier a fim de detetar lacunas ou fragilidades. Realça-se que esta primeira avaliação não é vinculativa mas serve apenas para colaborar com o/a aluno/a na preparação da sua candidatura e para determinar se o candidato está em condições de realizar um doutoramento.
A avaliação prévia requer os documentos seguintes:

  1. um CV do candidato;
  2. o plano acompanhado com as potenciais UCs de apoio;
  3. as cartas de compromisso dos orientadores.

Na base desta documentação, a comissão do curso emitirá uma opinião não vinculativa sobre o dossier. No caso de um parecer favorável da comissão, o aluno será convidado a realizar a candidatura formal. No caso de um parecer negativo, a comissão poderá propor correções ou alterações ao projeto para permitir a sua aceitação. No caso de o dossier não contemplar os requisitos mínimos para iniciar uma tese, a comissão emitirá um parecer negativo. É da responsabilidade do aluno a decisão de formalizar, ou não, a sua candidatura, após a avaliação prévia não vinculativa da comissão diretiva.

Constituição do Dossier
Para efeitos de candidatura, o aluno deve entregar o seu dossier na secretaria da Escola de Ciências com os documentos seguintes:

  1. o requerimento da inscrição (anexo I );
  2. um CV detalhado com indicação das UCs realizadas;
  3. fotocópias dos documentos comprovativos de habilitação do candidato e de um documento de identificação;
  4. o plano de trabalhos com a proposta de UCs complementares a realizar, assinado pelo candidato e os orientadores;
  5. uma carta do(s) orientador(es) em que se compromete(m) a assegurar a orientação (termo de aceitação de orientação científica).

O dossier deve ser entregue na secretaria da Escola de Ciências e será complementado com os documentos seguintes: 

  • o parecer da comissão diretiva do curso; 
  • o parecer do departamento associado; 
  • o parecer do centro associado.

Regras do Doutoramento em Matemática
No sentido de monitorizar o desenvolvimento dos trabalhos dos doutorandos, a comissão diretiva do curso entende ter uma presença ativa ao longo do percurso do aluno. Um regulamento complementar (anexo II ) apresenta um conjunto de regras resumidas neste documento.

Ao fim do primeiro ano de execução do plano de trabalhos (entre 12 e 14 meses depois da aceitação formal pelo Conselho Científico), o/a aluno/a deverá realizar uma apresentação dos seus trabalhos (30 minutos) seguido por uma discussão e avaliação dos trabalhos realizados em articulação com o plano de trabalhos apresentado no C.C. da ECUM. 

  • O júri será constituído de pelo menos 3 membros doutorados, dos quais pelo menos 2 devem ser membros da comissão diretiva do curso e um deve ser um orientador. 
  • Ao fim desta apresentação, o júri realizará uma avaliação da situação do doutorando e emitirá um parecer sobre a evolução do projeto com eventuais elementos para corrigir. Este parecer, devidamente acompanhado por uma fundamentação que justifica a decisão, será comunicado à Presidência da Escola de Ciências para avaliação.

Depois do segundo ano (entre 23 e 26 meses) um parecer será emitido pela comissão diretiva do curso depois de consultar o orientador e o aluno.

Ao fim do terceiro ano (entre 34 e 36 meses), 

  • caso o orientador entenda que o aluno está em condições de entregar e defender a tese, a comissão diretiva emitirá um parecer depois de receber o pedido de entregar a tese; 
  • caso o(s) orientador(es) e o doutorando considerem que é necessário um tempo adicional para terminar a tese, a comissão emitirá um parecer sobre o prolongamento do prazo dirigido à presidência do Conselho Científico.

Director de Curso:
Stéphane Louis Clain
clain@math.uminho.pt
Tel: 253 510437 / 253 601502

Contactos:
Departamento de Matemática
Universidade do Minho
4710-057 Braga
Telefone: 253601501


 
  © 2020 Universidade do Minho  - Termos Legais  - actualizado por DMAT Símbolo de Acessibilidade na Web D.